Rondônia

10/07/2018 07:05 G1RO

Rondônia - Forte Príncipe da Beira deve virar patrimônio mundial

potencial histórico e cultural do Forte Príncipe da Beira, na fronteira de Rondônia com a Bolívia, será avaliado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para ser transformado em patrimônio mundial. O forte está instalado na cidade de Costa Marques (RO).

Para viabilizar o processo, uma equipe de especialistas em fortificações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) realizará, na terça-feira (10), uma visita técnica ao forte para verificar as condições de conservação da estrutura e fazer relatório que balizará as discussões nas oficinas onde será eleita uma comissão que vai gerir a candidatura do forte a patrimônio mundial.

Delma Batista, superintendente do Iphan em Rondônia, explica que o Forte Príncipe da Beira compreende um conjunto de 19 fortes que podem ser elevados a patrimônio mundial.

“A avaliação vai ser feita pela Unesco. O processo de candidatura será concretiza até dezembro”, explicou.

Uma das integrantes da comissão que visita o Forte Príncipe, Sônia Rampim, da coordenação de educação patrimonial do Iphan, diz que uma vez transformado como patrimônio mundial, o forte deve ser incluso em um plano gestor para que contribua no desenvolvimento da região em que está instalado.

“Deve-se avaliar o que se pretende fazer do forte. Dentre os 19, o Forte Príncipe é o maior e tem um histórico diferente, por causa da localização que é área de fronteira”, salientou, acrescentando que, se for considerado um patrimônio histórico da humanidade, ele ganhará reconhecimento internacional.

“O que dá para pensar o patrimônio como eixo de desenvolvimento local, impulsionando ações de políticas públicas, com benefícios à comunidade da região, como o turismo cultural”, diz Sônia.


Patrao Lanches Gifbanner Centeeeerr NovapizzaBarbeariaToplanches Proserv
LavacarChaveiro

WWW.RONDONIATUAL.COM: Este site acompanha diversos editoriais. Todos as notícias veículadas aqui são tratatas como simples suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Não nos responsabilizamos por quaisquer comentários de nosso internautas.

Retirar notícia: Entre em contato, enviando-nos o link da matéria.

CONTATO: contato@rondoniatual.com

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo